Este site tem certas restrições de navegação. Recomendamos o uso de navegadores web como: Chrome, Safari ou Firefox.

Frete grátis para compras acima de R$ 180. Pague em até 3x sem juros!

Depilação a laser e sol: qual a relação?

Agora que o verão tá chegando com tudo, surgem muitas dúvidas em relação à famosa e queridinha depilação a laser, especialmente sobre se é possível combinar esse método com a rotina solar saudável.

Como acreditamos que informação é uma benção, vamos primeiro aos básicos para que seja possível entender o motivo deste tópico ser tão recorrente e importante.

A depilação a laser é a remoção dos pelos em diversas partes do nosso corpo e com diferentes tipos de laser, sendo os os mais comuns o de Diodo, de Alexandrite e de Nd:Yag. 

A Sociedade Brasileira de Dermatologia diz que o resultado depende de vários fatores, como questões hormonais, área, densidade ou volume dos pelos e ciclo de crescimento. 

A remoção do pelo em si acontece porque o laser é atraído por nossa pigmentação (também conhecida como a nossa amada e companheira do bronzeado: a melanina) do folículo piloso, o que enfraquece ou destrói o pelo por completo. 

Os dermatologistas ressaltam que esse método não é definitivo porque não atinge o bulbo capilar, mas que pode, sim, ter ação duradoura. 

Mas o que isso tem a ver com a nossa rotina solar?

Todo o processo do laser ocorre porque ele é atraído por nossa melanina. E a melanina, como já explicamos aqui no blog, é, na verdade, o nosso bronzeado! 

Então, se você estiver mantendo uma rotina solar e com o bronzeado em dia, além da depilação não ser muito efetiva porque o foco do laser precisa ser no pelo, pode acabar sendo prejudicial, causando irritações e manchas na pele no pós-depilatório.

Como sempre reforçamos que o nosso corpo é o nosso lar, recomendamos, então, que as duas coisas não caminhem juntas para o bem da nossa própria pele. <3 


Com amor, 

Trópkos

✔️ Produto adicionado com sucesso.